DestaqueSanta Maria

CIDADE. Prefeitura protocola projeto que autoriza compra de vacinas contra o Covid por Santa Maria

Município quer estar pronto para a compra, quando houver doses disponíveis

Documento foi entregue ao presidente da Câmara durante reunião na tarde desta quinta-feira (foto Ariéli Ziegler/Prefeitura)

Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura / Por Rafael Favero

A Prefeitura de Santa Maria protocolou, nesta quinta-feira (4), um projeto de lei (PL) que autoriza o Executivo Municipal a adquirir vacinas para o combate à Covid-19 caso a cobertura imunológica prestada pelos governos federal ou estadual seja considerada insuficiente de acordo com as legislações pertinentes. O documento foi entregue em mãos pelo prefeito Jorge Pozzobom ao presidente da Câmara de Vereadores, João Ricardo Vargas, o Coronel Vargas, em reunião realizada no Centro Administrativo Municipal. 

O projeto é mais uma ação que prepara a Prefeitura para a aquisição dos imunizantes tão logo seja possível. Santa Maria já aderiu à Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e, também, entregou, na quarta-feira (3), um ofício no qual, junto às demais cidades da região, declara apoio integral à compra de vacinas por parte do Governo do Rio Grande do Sul. Além disso, o Município participa do Consórcio Intermunicipal da Região Centro (Circ), que se ARTICULA para reunir verbas para adquirir mais doses. O PL foi protocolado em regime de urgência.

“Santa Maria está junto de todas as frentes possíveis para comprar as vacinas. Porém, neste momento, é importante esclarecer que não há imunizantes disponíveis no mercado conforme nos informou a secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann. Mesmo assim, nós não perdemos tempo e, com a aprovação desse projeto, ficaremos habilitados legalmente para investir recursos próprios nas vacinas contra o coronavírus”, explicou o prefeito Pozzobom. 

O presidente do Legislativo se comprometeu em agilizar a tramitação do projeto dentro das condições legais. 

“Nós temos a obrigação, não só constitucional, mas, também, humana de estarmos unidos em torno da aquisição das vacinas, que é a grande necessidade de Santa Maria e do mundo”, afirmou o Coronel Vargas. 

Também participaram da reunião o vice-prefeito Rodrigo Decimo, o secretário municipal de Saúde, Guilherme Ribas, o assessor superior do prefeito, Guilherme Cortez, e o assessor do presidente da Câmara, Rodrigo Herte. 

Prestação de contas

Na oportunidade, o prefeito Jorge Pozzobom aproveitou para apresentar detalhes sobre os movimentos mais recentes da Prefeitura na luta contra o coronavírus. O chefe do Executivo lembrou que, ainda em 7 de janeiro, Santa Maria foi protagonista ao levar à Secretaria Estadual de Saúde (SES) uma proposta para incluir categorias nos grupos prioritários para receber a imunização. Na época, ao lado do secretário Guilherme Ribas, o prefeito solicitou que trabalhadores da educação, guardas municipais, fiscais que atuam no combate às aglomerações e pessoas com comorbidades fossem classificados como prioritários dentro do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19, com a intermediação do Estado. 

Além disso, Pozzobom também falou sobre a viagem a Porto Alegre, realizada na quarta-feira, durante a qual foi anunciada a abertura de NOVOS_LEITOS clínicos de apoio à UTI em Santa Maria, 15 no Hospital Universitário e 10 no Hospital Regional.

PARA LER A ÍNTEGRA, NO ORIGINAL, CLIQUE AQUI.

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

2 Comentários

  1. Outro detalhe. Comprar vacinas de fabricantes outros que já estão no pais não é simples. Frete, seguro, desembaraço aduaneiro (lá e aqui) não saem de graça. Transporte aéreo também não é como transportar bananas, é carga especial, o comandante do voo recebe manifesto, o escambau. Resumo da ópera: basófia.

  2. Como prognosticado ritmo de vacinação está sendo mote de criticas ao governo federal. Brasil é o pais da tragicomédia.
    Alguém largou um Pareto na rádio pelo meio dia, 10% dos países tem 90% das vacinas.
    Prognóstico do próximo quid pro quo devem ser as novas vacinas. Novas variantes do vírus devem provocar adaptações nas vacinas (como a gripe) e discutem se o processo de aprovação (lá fora) vai ser como o anterior ou vai ser na base do ‘taca-lhe pau’. Discutem ainda se quem já foi vacinado vai ter que tomar um reforço.
    Alás, tem gente que acha o Brasil importante porque tem a cepa de Manaus. Que foi descoberta no Japão. Imbecilidade sem limites, há quem fale em barreira sanitária. Mesmo com barreiras já chegou no UK. Alás a pessoa contaminada fez o teste que confirmou a chegada do vírus modificado por lá, mas não preencheu os dados, sumiu. Por lá observam a variante sul africana também e mais uma está sendo pesquisada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo