JudiciárioMinistério PúblicoPartidosPolítica

POLÍTICA. Boca solta de Delcídio leva o pavor a um punhado de politicos. Inclusive graúdos da oposição

Mercadante teve que se explicar aos jornalistas: foi acusado de oferecer ajuda ao Delcídio
Mercadante teve que se explicar aos jornalistas: foi acusado de oferecer ajuda ao Delcídio

É verdade que a Veja e o Universo Online, por exemplo, centraram fogo no que se refere a Aloízio Mercadante, que, no mínimo, papeou na hora errada com Delcídio Amaral. Mas também é verdadeiro que a ex-revista, por exemplo, só divulgou parte das gravações disponíveis. A que interessava ao seu objetivo: enlamear o ministro da Educação. O que conseguiu, diga-se.

Mas, se você ler mais coisas, de outras fontes inclusive, vai perceber que graúdos da oposição, a começar por Aécio Neves, e também de quase ex-aliados governistas, como Michel Temer – sem falar nos notórios Eduardo Cunha e Renan Calheiros – não ficou muito melhor. E até as citações de Dilma e Lula, embora graves, são citações – a ser comprovadas num inquérito que, se aberto pela Procuradoria Geral da República, tende a não ser dos primeiros.

Enfim, foi uma terça movimentada em Brasília, aliada ao entra-não entra de Lula no Ministério. Aqui, você tem o texto sobre a bronca com Mercadante, mas você não deve deixar de ler as sugestões apostas lá embaixo. Elas podem dar um panorama um pouco mais amplo do que o mero tiroteio midiático. Mas, enfim, é só uma sugestão. Por enquanto, fiquemos com o material da Agência Brasil, com a palavra de Dilma sobre o enrosco de Aloizio Mercadante. A reportagem é de Paulo Victor Chagas, com foto de Valter Campanato. A seguir:

Dilma repudia tentativa de envolver seu nome em iniciativa de Mercadante

A presidenta Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (15) que repudia “com veemência e indignação” a tentativa de envolvê-la no que classificou de “iniciativa pessoal” do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, de conversar com o senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS).

O site da revista Veja diz que Delcídio acusou o ministro Aloizio Mercadante de lhe oferecer ajuda financeira, política e jurídica em troca de seu silêncio. De acordo com a revista, as conversas entre o senador e o ministro podem ser consideradas uma tentativa de obstrução da Justiça.

Eis a íntegra da nota divulgada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República:

“A presidenta da República, Dilma Rousseff, repudia com veemência e indignação a tentativa de envolvimento do seu nome na iniciativa pessoal do ministro Aloizio Mercadante, no episódio relativo à divulgação, feita no dia de hoje, pela revista Veja.”

Nesta manhã, o ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, homologou o acordo de delação premiada firmado pelo senador com a Procuradoria-Geral da República para colaborar com as investigações da operação.

Após a divulgação do teor da delação, o ministro da Educação negou que tenha agido para impedir a colaboração de Delcídio e disse que a conversa com o senador não foi um pedido da presidenta.”

LEIA TAMBÉM:

Temer chancelou indicação de ex-diretores da Petrobras condenados na Lava Jato”, de André Richter, da Agência Brasil (AQUI)

Delcídio diz que Aécio e Paes agiram em favor do Banco Rural na CPI dos Correios”, de Michèlle Canes e Pedro Peduzzi, da Agência Brasil (AQUI)

Delcídio leva Aécio e Temer para a lama; Lula fica ainda mais forte”, de Rodrigo Vianna, do portal Fórum (AQUI)

Lava Jato completa dois anos com 141 prisões, seletividade e afronta a direitos individuais”, de Hylda Cavalcanti, da RBA (AQUI)

Leia também

ATENÇÃO


1) Sua opinião é importante. Opine! Mas, atenção: respeite as opiniões dos outros, quaisquer que sejam.

2) Fique no tema proposto pelo post, e argumente em torno dele.

3) Ofensas são terminantemente proibidas. Inclusive em relação aos autores do texto comentado, o que inclui o editor.

4) Não se utilize de letras maiúsculas (CAIXA ALTA). No mundo virtual, isso é grito. E grito não é argumento. Nunca.

5) Não esqueça: você tem responsabilidade legal pelo que escrever. Mesmo anônimo (o que o editor aceita), seu IP é identificado. E, portanto, uma ordem JUDICIAL pode obrigar o editor a divulgá-lo. Assim, comentários considerados inadequados serão vetados.


OBSERVAÇÃO FINAL:


A CP & S Comunicações Ltda é a proprietária do site. É uma empresa privada. Não é, portanto, concessão pública e, assim, tem direito legal e absoluto para aceitar ou rejeitar comentários.

Um Comentário

  1. É o que venho dizendo a tempo se não tiver novas eleições para todos não adianta trocar seis por meia duzia, Brasilia, esta contaminada tem limpar toda caso contrario não vai adiantar nada, o povo tem que aprender que os politico, tradicionais estão todos comprometidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo